sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

SAGA DA FAMILIA TORAZZI - TURAZZI

Origem da Família TORAZZI  - TURAZZI - TORASSI - TORACCI - TORACI - TORÁCIO: (de um Site Italiano):


(Apelido Torazzi - Tipico del torinese e del genovese Torassa, specifico del genovese Torrassa, il ceppo piemontese dovrebbe derivare da toponimi come Torrazza Piemonte (TO) il ceppo genovese, potrebbe essere secondario a quello piemontese, ma è più probabile che derivi in modo autonomo da un nome di località individuato da una torre o torrazzo).

Tradução: Sobrenome Torazzi - típico de Turim e Génova Torassa, específico Torrassa genovês, a estirpe do Piemonte deve ser proveniente de nomes de lugares como Torrazza Piemonte (TO), a tensão Genovese, poderia ser secundário ao do Piemonte, mas é mais provável resultar em um autônomo Local identificado por um nome de uma torre ou Torrazzo).

Família Nobre da Itália (de um Site Italiano)

Ghjuvanni Paulu TORAZZI et Mighele TORAZZI : (dix-septième siècle) De Sartè. En 1624, leur famille figure sur le registre des familles nobles de Corse (Registri delle Famiglie nobili di Corsica), à Gênes.

Tradução : Geovani Paulo Torazzi e Miguel Torazzi: (décimo sétimo século), no inicio do ano de 1624, figura sua família no Registro das famílias nobres da Córsega), o Gênesis.

Clique  http://www.ogairtoracio.blogspot.com.br/2010/03/familias-nobres.html

Torrazzo é uma comuna italiana da região do Piemonte, província de Biella, com cerca de 188 habitantes. Estende-se por uma área de 5 km2, tendo uma densidade populacional de 38 hab/km2. Faz fronteira com Bollengo (TO), Burolo (TO),Chiaverano (TO), Magnano, Sala Biellese, Zubiena.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Torrazzo

Inicio da imigração da Familia Torazzi  (Turazzi)

A Itália acabava de sair de um pós guerra, pois vinha buscando sua unificação desde o ano de 1815, pois até então, era apenas uma coleção de pequenos Estados, submetidos a potências estrangeiras, (França, Espanha, Inglaterra, etc...).  Na luta sobre a futura estrutura da Itália, a monarquia, na pessoa do rei do Piemonte-Sardenha, Vítor Emanuel II, apoiado pelos conservadores liberais, teve sucesso quando em 1859-1861 se formou a Nação-Estado, derrotando os partidários de esquerda, republicanos e democráticos, que militavam sob Giuseppe Mazzini e Giuseppe Garibaldi. A desejada unificação da Itália se deu assim sob a Casa de Sabóia, com a anexação ao Reino de Sardenha, da Lombardia, do Vêneto, do Reino das Duas Sicílias, do Ducado de Módena e Reggio, do Grão-Ducado da Toscana, do Ducado de Parma e dos Estados Pontifícios. Mas, mesmo com a vitória, as guerrilhas e discordância continuaram por longos anos, fazendo com que o sofrido povo italiano buscasse melhores lugares para se morar.

O Brasil aproveitou dessa situação italiana, e como estava precisando urgentemente de trabalhadores com experiência, (carpinteiros, pedreiros, agricultores.....), pois tinha acabado com a escravidão, ofereceu passagens gratuitas a quem quisesse vir para o novo mundo.

Um grupo de parentes decidiam fazer a viagem, reuniam suas familias, mas na hora do embarque, cada qual entrava em um navio diferente e consequentemente com destinos diferentes, (Santa Catarina, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, São Paulo, etc....) aí o fator de tantos sobremes iguais ou parecidos em diferentes lugares do Brasil.

Temos familia Torazzi, Torassi e Turazzi,  na cidade de Treviso em Santa Catarina (que ainda falam o dialeto italiano até hoje), e também nas cidades do Litoral Paranaense (Matinhos, Morretes, etc...). Temos Torazzi e Turazzi em Ribeirão preto-SP (são meus parentes diretos), que desceram no Porto de Santos e se espalharam pelo Estado de São Paulo. Atualmente temos família em Belém-Pa, Recife-Pe, Goias-Go, Paraná.

  Muitas vezes os sobrenomes já eram alterados no próprio desembarque,  pois tinham que fazer seus registros brasileiros e cada escrivão entendia a pronuncia italiana de uma maneira. (Exemplos vocês podem ver abaixo, com os sobrenomes dos irmãos de meu pai. Todos tem terminações diferentes:  ZZI, SSI, CCI, CI, CIO.......


PIETRO TURAZZI, meu Trisavô,  nasceu  no ano de 1829, na  Comune di Polesella, em Rovigo,  Vêneto Orientale, Itália.   Casou-se com a sra.  MARIA PASCINI (Paschini),    no ano de 1850, e tiveram vários filhos, costume habitual da época e um deles seria meu bisavô, Anacleto Turazzi.


ANACLETO TURAZZI,  nasceu no dia 26/10/1855, na Comune di Polesella, em Rovigo, Vêneto Orientale, Itália. Viveu a infância em meio a turbulência do pós guerra italiano.  Casou-se aos 24 anos de idade com a sra. ÍTALA MARIA SECONDA PENTIARO,  de 21 anos de idade,   no  ano de 1879,  ela,  nasceu no ano de 1858 e era filha de ANTONIO PENTIARO  e de ANNA TRABOLINI.  Tiveram 03 filhos, os quais vieram para o Brasil ainda muito Jovens. São eles:

1. Tersilia  Turazzi    (Rovigo - Itália - 1883/????) - veio com 15 anos.
2. Artêmio  (Guido Angelo)  Turazzi    (Rovigo - Itália - 30/06/1885 + (????) - veio com 13 anos.
3. Adolpho  (Rodolfo) Turazzi    (Rovigo - Itália - 17/08/1887 + (1940) - veio p/o Brasil com 11 anos.


Após o falecimento prematuro da esposa Ítala Maria Seconda Pentiaro,  Anacleto Turazzi,  aos 43 anos de idade, decide vir para o Brasil com seus filhos,  trazendo consigo uma carta de apresentação/emprego, para trabalhar na Fazenda Monte Alegre do sr. Antonio Rosa Sobrinho,  na cidade de Brodowski-SP,  Região de Ribeirão Preto, (essa carta encontra-se de posse de um parente que ainda reside em Ribeirão Preto .  Chegaram no Vapor MINAS,  pelo Porto de Santos, no dia 16 de maio de 1898,    conforme registro. - Foram registrados no desembarque ao Brasil com o sobrenome Turazzi,  e com alguns nomes trocados.  Posteriormente esse sobrenome passou a ser Torazzi, Torassi, Toracci, Toraci, Toracio,  conforme os filhos iam nascendo e ou se casando, os sobrenomes iam sofrendo alterações.  Até nas certidões de óbitos,  encontram sobrenomes errados, diferentes da certidão de nascimento/casamento.  Isso se deu por que esses Italianos não falavam português e a maioria não sabia ler nem escrever. (Encontrei informações que afirmam isso, em algumas certidões de nascimento constam que  testemunhas assinavam no lugar do declarante, pois esse não sabia ler).

Foi um pouco difícil conseguir descobrir a família, devido a tantos nomes errados e informações desencontradas.   Por ex. Minha Bisavó, Ítala Maria Seconda Pentiaro,  por ser a segunda filha  com o nome de Ítala Maria, ganhou o apelido de Seconda.  Esse Seconda aqui no Brasil em alguns documentos, virou Leconda.  Outro fato, o italiano escreve primeiro o sobrenome, então Pentiaro Seconda.  Em vários documentos encontramos Pihirara Leconda.

Com o meu avô Rodolpho Turazzi, ocorreu o mesmo:  Em vários documentos encontramos Adolpho Torassi.  O único documento que encontra-se correto é o da certidão de nascimento da minha tia Verônica, lá pode-se ver perfeitamente a assinatura do nono, como Rodolpho Turazzi.

Em todas as certidões tem erros. A mais grotesca está na certidão de nascimento do meu tio Sebastião Turazzi.   O seu sobrenome está Torraci (com 2 erres),  e os nomes dos seus avós estão trocados.    Luiz Peruco em vez de Luigi Perucco. Anacleta Torracci em vez de Anacleto Turazzi. Eugênio Camolese em vez de Eugênia Camolese e por fim, Penteara Suconda em vez de Ítala Maria Seconda Pentiaro.


Curiosidade:   A sede da antiga fazenda Monte Alegre, abriga hoje em dia a Universidade São Paulo (Campus da USP) de Ribeirão Preto, Faculdade de Medicina.

(veja registro abaixo da chegada ao Brasil)
http://museudaimigracao.org.br/acervodigital/livrodetalhe.php?livro=062&pagina=223&familia=33520

Há registros da família Turazzi trabalharem em várias fazendas nas regiões de Brodowski, Sertãozinho, Morro Agudo, São Joaquim da Barra  e Batatais.

Com a inauguração da Cervejaria Paulista Antártica no ano de 1.911 na cidade de Ribeirão Preto, na vila Tibério, iniciou-se a contratação de funcionários  e o sr.  Artêmio (já casado - casou em 1906) e meu avô Adolpho,  (Rodolfo, como está no registro de casamento, casou em 1913),   foram trabalhar na nova fábrica de cerveja.

O sr. Artêmio, (Guido Angelo), fez família e ficou morando na Cidade de Ribeirão Preto.  Ainda temos muitos tios e primos na região e com certeza muita documentação, inclusive a carta de apresentação/trabalho (estou tentando conseguir uma cópia).  Esses parentes usam o sobrenome TORAZZI e TURAZZI.

Os outros dois irmãos,  Tersilia e Adolpho,  fizeram família em Ribeirão Preto, mas foram morar e trabalhar em várias cidades da região de Ribeirão Preto, conforme podem ver abaixo:

1. TERSÍLIA ANNA TORAZZI, (minha tia Avó e tia do meu pai),  nasceu no ano de 1883, na Comune di Polesella, em Rovigo, Vêneto Orientale, Itália.  primeira filha  de Annacleto Turazzi e de sua esposa Itala Maria Seconda Pentiaro.   Casou-se na cidade de Sertãozinho com o sr  FIORAVANTE PETRI, por volta do ano de 1903.  Tiveram os filhos:- Riccieri, Evaristo, João, Adelina, Valdemar, Carolina, Henriquiea e Leonora .  Posteriormente mudaram para várias cidades da Região de Ribeirão Preto e por fim para as cidades de Cândido Mota e Assis,  sendo que um ramo da família mudou para Londrina. 

2. ARTÊMIO  TORAZZI,  (na chegada ao Brasil foi registrado como Guido Angelo Turazzi, pela hospedaria São Paulo).  Nasceu no ano de 1885,   na Comune di Polesella, em Rovigo, Vêneto Orientale, Itália, segundo filho de Annacleto Turazzi e de sua esposa Itala Seconda Pentiaro.  Casou-se em 15/09/1906,  aos 21 anos de idade, na cidade de Sertãozinho-SP,  com a sra. TERCILIA PAVAN  (Pavoni),  (consta na certidão que seus pais já eram falecidos).  Tiveram os filhos: Florindo, Vitório, Jorge, Leonilde e João

Florindo Pavoni  Torazzi,  Nasceu em Ribeirão Preto em 26/06/1921 e faleceu em 05/06/2000). Casou-se com Alaíde Marques (1933/2005),  em Ribeirão Preto, e  tiveram os filhos: Celso e Eduardo.
.  Celso Torazzi que  casa-se com Conceição Aparecida dos Santos e tem os filhos: Marcelo,  Alexandre, Ricardo e Anderson.  Alexandre, casa-se com Renata Fernanda de Souza em 23/11/2007 e leva o filho Leonardo Torazzi, nascido em Ribeirão Preto no ano de 1996.
.  Eduardo Torazzi que casa-se com  (preciso de dados))))))))..........................

Vittório Pavoni  Torazzi, casa-se com Clotilde Lopes em Ribeirão Preto, e tiveram os filhos:   Walter e Wilson
Walter Torazzi (falecido), casa-se em primeiras núpcias com a sra Yara Torazzi e tem a filha Solange Torazzi que casa-se por sua vez com Henrique Felício Bertoline e tem as filhas Natalia Andressa e Roberta Cristina.   Casa-se pela segunda vez com a sra Eva Torazzi e tem a filha Priscila.
Wilson  Torazzi (falecido),  casa-se com Alice Torazzi e tem os filhos: Anderson e Robson.

Jorge Pavoni  Torazzicasa-se em 13/06/1942,  com Hercilia D´Andrea Torazzi em Ribeirão Preto, e tiveram os filhos:  Deise Torazzi e Doralice Dorazzi.

Leonilde Pavoni  Torazzi casou-se com Manoel Rodrigues em Ribeirão Preto, e tiveram os filhos:

João Pavoni Torazzi, casou-se com Carlota Naliatti em Ribeirão Preto, e tiveram os filhos:
Lurder (vulgo Rubens) e Hélio.
.  Lurder,  nunca se casou nem teve filhos.
.  Hélio, casou-se em 19/07/1958 com Shirley Sampaio, e tiveram filhos: Gilberto, Silvia e Gilmar. 
 - Gilberto casou-se com Eliana e depois com Ednilza e tiveram filhos: Vanessa e Marcelo (com Eliana) e João Gilberto (com Ednilza) - Vanessa casou-se com Carlos Eduardo e tiveram filhos: Sofia; - Marcelo casou-se com Luisa e tiveram filhos: Antonella; - João Gilberto casou-se com Roseane e tiveram filhos: Gustavo.
 - Silvia casou-se com Ricardo e depois com Jose Ernesto e tiveram filhos: Graziele (com Ricardo) e Taynara (com Jose Ernesto)
  - Gilmar casou-se com Andreia e tiveram filhos: Gabriela, Bruna e Bianca.


1. RODOLPHO (Adolpho)  TORAZZI, meu avô, nasceu em 17/08/1887, na Comune di Polesella, em Rovigo, Vêneto Orientale, Itália e faleceu em 28/03/1940 na cidade de Cândido Mota-SP. Filho de Annacleto Turazzi  e Itala Maria Seconda Pentiaro, e neto de Pietro Turazzi e Maria Pascini.  Passou a infância em meio a turbulência italiana,  levando muitos italianos a tentarem a vida em novos lugares.  Então, após a morte de sua mãe, e, aos 11 anos de idade, juntamente com se pai Anacleto (43 anos) e seus irmãos: Tersilia (15 anos) e Artemio (13 anos), vieram para o Brasil tentar uma vida nova.   Meu Avô  nasceu  Rodolpho Turazzi, (em algumas certidões aparece esse nome - na sua certidão de nascimento, casamento e na certidão de nascimento da Tia Verônica, aparece  o nome Rodolfo Turazzi,  nas demais certidões aparece o nome de Adolpho Torazzi).    Veja no site abaixo - digite Turazzi.
http://www.ciseionline.it/KMS/inc_239.asp   

(foto dos meus avós - 1.928)

Casaram-se no ano de 1913,  (08/11/1913), na Catedral Metropolitana São Sebastião, (Igreja Matriz de Ribeirão Preto),   o sr. Adolpho  aos 26 anos de idade com a paulista de Ribeirão Preto, ALBINA  PASCON  BEVILACQUA CAMOLESE D'ALFONSO CARDUCCI PERUCCO, também descendente de italianos, Nascida em 22 de novembro de 1.893 em Ribeirão Preto-SP e falecida em 06/10/1978 em Londrina-PR.  Filha de LUIGI  D'ALFONSO CARDUCCI PERUCCO e EUGÊNIA PASCOM  BEVILACQUA CAMOLESE,  e neta de ANGELO  BEVILACQUA CAMOLESE e ROZA PASCOM (por parte de mãe) e também neta de DAMÁRIO PERUZZA  e  ANGELA D'ALFONSO CARDUCCI,  (por parte de pai).  Leia a saga dessas famílias neste Blog, na pagina ao lado.

Após o casamento, Adolpho e Albina, residiram em Ribeirão Preto, Morro Agudo,  São Joaquim da Barra,  onde trabalharam nas Fazendas Recanto e Invernada, dos Junqueiras, e nas fazendas da Região,  onde nasceram seus 04 primeiros filhos: ALBERTO  (08/03/1917 em Ribeirão Preto-Sp), SEBASTIÃO (Morro Agudo-Sp em 25/03/1922), VERÔNICA (São Joaquim da Barra-Sp 28/10/1924),   e APPARECIDA (São Joaquim da Barra-Sp - 22/06//1928),  posteriormente mudaram-se para a cidade de Cândido Mota-SP, onde nasceu o quinto filho do casal,  OSWALDO (26/11/1930).

(Por incrível que possa parecer,  uma dessas fazendas era dos avós da minha esposa (Otávio de Almeida Prado e Escolástica Cintra de Almeida Prado), fotos,   que também são da Região de São Joaquim da Barra,  e que eu vim a saber somente no ano de 2007, quando comecei a pesquisar para fazer o Blog e a Arvore Genealógica).


Todos os filhos do casal tiveram seus sobrenomes alterados por ação de cartorários. Receberam sobrenome Torazzi, Torassi, Toracci , Torraci, além do caçula (meu pai) ter recebido o de Torácio.

Em meados da década de 20, do século passado, o Governo Paulista, começou a incentivar a abertura de novas Terras na Região de Cândido Motta e Assis-SP, (um incentivo ao crescimento da região), já que, depois de Assis, tudo não passava de Florestas fechadas, (digo, norte do Paraná, Mato Grosso, Goiás, Acre, Tocantins, etc...).

Já no ano de em 1930, estavam trabalhando em sociedade na fazenda da Pinguela, Cândido Motta, na Região da cidade de Assis-SP, onde criavam gado e plantavam café e roça.  Nesse ano, nasceu o quinto filho do casal, no dia 26 de novembro,  OSWALDO  TORACIO, (meu Pai), também com o último sobrenome errado por ação do cartorário, não só por isso, porque meu avô  não entendia muito bem o Português. Como dizia meu pai:  -  em casa só falávamos em italiano.

Doente meu avô,  Adolpho Torazzi,  falece aos 53 anos de idade,  por   Colapso cardíaco e insuficiência cardio hepato renal,  no dia 28 de março de 1940,  na fazenda da Pinguela, mas antes, chamou o filho caçula, Oswaldo, (meu pai), e pediu que ele lhe ascendesse um cigarro.  Morreu fumando. Está enterrado na cidade de Cândido Motta.  (Essa imagem ficou marcada para o meu pai, que estava apenas com 9 anos de idade. Nem sabia mexer com a "Binga",  isqueiro.


Minha avó, Albina, mulher forte e destemida, arregaçou as mangas e orientou seus filhos mais velhos, Alberto e Sebastião,  a trabalharem e negociarem as mercadorias e produtos da fazenda. As filhas também trabalhavam na roça, Verônica e Apparecida ajudaram muito. O Caçula, Oswaldo, por ser ainda criança, só brincava.

Nesta época, estava havendo a abertura de terras no Norte do Paraná, dna. Albina e seus cinco Filhos,  vendem o que tem e mudam-se para a cidade de Londrina, no ano de 1942.  Meus tios, Alberto e Sebastião, compraram um sítio em Alvorada do Sul, mas o negócio não foi promissor, (parece que o sítio tinha vários donos, já tinha sido vendido a várias pessoas, por isso desistiram dele), depois abriram comercio,  iniciando com Venda (pequeno mercado)  e  depois com um Restaurante, que pertenceu à família até o ano de 1.964.

Minha avó, Faleceu aos 85 anos de idade,  em 06 de outubro de 1978,  às 16:30 hs, na Santa Casa de Londrina,  devido a um acidente vascular cerebral.   Está enterrada em Londrina, no cemitério São Pedro..  Ela morou muitos anos na casa de meus pais, e foi lá que veio a falecer.

  (veja a história de cada um deles, neste Blog).  

Seus filhos:  Pascon  Bevilacqua  Camolese  D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini  TORAZZI  (com o último nome errado): 

Alberto ( Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini )          Torassi  (nasceu na cidade de Ribeirão Preto em 08/02/1917 e faleceu em 1967 na cidade de Londrina-Pr).  Casou-se no dia 26/10/1939, aos 22 anos, na cidade de Cândido Mota-SP,  próxima a cidade de Assis-SP,  com Antonia Zambrim (nascida em Rio das Pedras-Pr,  em 19/08/1921 e falecida em 01/07/2002 em londrina-Pr),   tiveram 6 filhos:   Maria,  Vílmo (1946-22/2/1962 - faleceu solteiro),  Lourdes,  Neide,  Edno (1951/2004) e Edson.  (Alberto e Antónia  faleceram em Londrina onde estão enterrados).
- Maria, casa-se com Miguel Alves e tem os filhos:  Willian, Rogério, Ben-Hur,  Marcos,  Vilmar e Lúcia - Atualmente moram em Paranavaí-Pr.
-- Willian  casa-se com a sra  .......  e tem a filha Daniela -  Moram em São Paulo.
-- Rogerio casa-se com a sra Claudia Cristina dos Santos, e tem os  filhos:  Joyce e Joabe - Moram em Paranavai
--  Marcia casa-se com Luiz Oyama, e tem os filhos Flávio de Denise.
-- Ben-Hur casa-se com a sra Wilzangela Mari Americo Ribeiro, e tem os filhos Ben-Hur Filho e Mariana.  BenHur filho, casa-se com Viviane Fernandes e tem o filho Matheus - Moram em Paranavaí.
-- Lucia - casa-se com a sr  ?? Ernandes, e tem o filho Davidson Ernandes.
-- Marcos Marcellus , casa-se com Aparecida Coelho  e tem os filhos: - Thaiane e Marcelus
-- Vilmar -  casa-se com a sra............    e tem os filhos:   Igor e Silvana
- Lourdes, casa-se com Otávio (Lelo), e tem as filhas:  Daniele, Simone e Rosangela.
-- Daniele casa-se com   .....   e tem a filha Beatrice - Moram em Londrina.
-- Simone casa-se com    ....   e tem os filhos Otávio e Fernanda - Moram em Londrina.
- Edno, casa-se com a sra. Maria Sueli Ferreira, e tem os filhos: Thaíse, Bianca, Lidiane e Joberto, moram em Presidente Prudente-SP.
-- Bianca, casa-se com Daniel Ribeiro e tem a filha Beatriz - Moram em Londrina.
-- Lidiana, casa-se com Minoro Nunes e tem a filha Letícia - Moram em Presidente Prudente.
-- Joberto - Mora em Presidente Prudente.
-- Thaíse, casa-se com  Eduardo e tem o filho Gabriel. - Moram em Londrina.

-Sebastião  (Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini  Torraci  (com um erre a mais), (nascido na cidade de Morro Agudo-SP, registrado em 25/03/1922 e falecido em 24/10/1964, nas cidade de Londrina-Pr.  Casou-se com a sra.  Conceição Vieira, em Vila Félix, atual cidade de Tarumã, próxima a cidade de Assis-SP,  no ano de 1944  e tiveram 5 filhos: Acir, Maria Alice, Maria Dirce, Maria Clarice e Maria conceição (Mara).  Sebastião faleceu em Londrina em 1.964, onde está enterrado.  A sra. Conceição faleceu em 2014, também em londrina)
-- Acir Toraci, (nasceu no ano de 1945 e faleceu em 2014), casado em primeira nupcias com a sra. Simone M. G. Bezerra (falecida em 1991), tiveram 3 filhos: Cecília (1974/),  Diogo (1978/) e  Clarissa (1982/), moram em São Paulo - SP
-- Maria Alice Toraci, casa-se com o sr Pedro de Brito Braga (1946/), morando em Londrina - Pr,  tem a filha Leticia Toraci Braga, casada com Thomaz Pfadenhauer  e tem o filho Julian Toraci B. Pfadenhauer, nascido em outubro de 2010, que estão morando na Alemanha.
-- Maria Dirce Toraci, casada com Edvando Moreno Gois, (falecido no ano de 2010),   tem 4  filhas:  Glaucia, Bianca, Tatiana e Viviane, moram em Recife - Pe.
. Glaucia (1979/),  casada com o sr Yuri Macedo Barreto (1978/).
. Bianca (1981), casada com o sr Antonio Carlos Santos Ferreira (1972).
. Tatiana, casada com Jeronimo Cunha.
. Viviane, casada com o sr Pablo Alonso e tem uma filha chamada Julia Toraci Alonso.
-- Maria Clarice Toraci, casada com o sr Flavio Dulcetti Filho,  tem 2 filhos:  Renato e  Naly.
.  Renato Toraci Dulcetti, casado com Camila Rendeiro Dulcetti, tem 2 filhos: Flavio - 4 anos e Cleo que irá nascer em março (dados de 11/2011)
. Naly Dulcetti Gama, casada com Daniel Gama, tem 3 filhos: Clarice - 11 anos, , Daniel - 2 anos e Renata - 8 meses, todos moram em Belém - Pa. ((dados de 11/2011)
: Flávio e Clarice, moram em Belém - Pa.
-- Maria Conceição Toraci, (Mara), casada com Joaquim Augusto Marçal,  tem 4 filhos:  André, Lícia, Marcelo e Marconi Augusto.
.  André,  casado com Sandra Carlos Pereira, tem a filha Valentina, nascida em outubro de 2011.
.  Lícia,  casada com Emerson Antunes Rocha,.  Moram em Orizona - Go.
.                                            

(fotos: 1) - Sebastião Toraci em 1963.  2) - Sebastião e Conceição (ano do casamento - 1944)  3) - Sebastião e família, final da década  de 50)

-Verônica ( Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini  )  Torassi, nascida na cidade de São Joaquim da Barra-SP em 28/10/1924, casa-se com o sr Armindo Bueno (11/06/1924 - 07/12/1988), em Vila Alex, atual cidade de Tarumã, próxima a cidade de Assis-SP,, no ano de 1946 e tiveram 4 filhos:     Osvaldir, Osvaldecir, Valdenir e Vildines. (Verônica, viúva,  mora em Londrina).
- Osvaldir,  nasceu em ......casou-se com ........ e teve os filhos........Mora em  .........
- Osvaldecir,  nasceu em ......casou-se com .........Mora em Londrina-Pr
- Valdinir,  nasceu em ......casou-se com o sr Waldemar Pardal e teve 4 filhos:  .....Mora em Curitiba-Pr...
- Vildines,   nasceu em ......casou-se com .........teve os filhos......Mora em Londrina-Pr

(foto: - Armindo Bueno, Verônica e os filhos mais velhos: Osvaldir e Osvaldecir,  no inicio da década de 50)




-Apparecida ( Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini  )  Torassi  nascida na cidade de São Joaquim da Barra-SP em 16/06//1928, registrada em 22/06/1928, casa-se com o Sr Nestor Florentino da Silva, em Londrina, no ano de 1948 e tiveram 05 filhas:    Romilda, Ronilde, Ivone, Clarisse e Sonia. (Apparecida, viúva, mora em Londrina) 

(foto de junho de 2015, aos 87 anos de idade em Londrina-Pr).

- Romilda,   nasceu em ......casou-se com .........teve os filhos......Mora em Fóz do Iguaçu-Pr
- Ronilde,   nasceu em ......casou-se com .........teve os filhos......Mora em Porto Alegre-Pr
- Ivone,   nasceu em Londrina,  no ano de 1955, casou-se com o sr Rui...., teve os filhos......Mora em Londrina-Pr.
. Clarisse Torassi,  nasceu em Londrina no ano de 1.958,  casou-se aos 16 anos de idade, com o sr  Dirceu Antonio Vieira,  no ano de 1.974, e teve os filhos:  Luciane,  Juliane,  Cristiane e Aline.
..  Luciane Mara Vieira Ferreira, nasceu em Londrina em 13/03/1975, casada com o sr. Wilson dos Santos Ferreira, em 16/01/1993, tem 4 filhos:  Allana, Julia, Igor e Wilson Jr. Tem uma neta:  Clara. Moram atualmente em Porto Alegre-RS
 ..  Juliana Aparecida Vieira, nasceu em Londrina em 07/09/1978, casada com o sr ......., tem 2 filhos e mora atualmente em Londrina.
..   Cristiane Virgìnia Vieira, nasceu em Londrina em 07/09/1980, casada com o sr ......., tem 2 filhos e mora atualmente em Londrina.
..  Aline Regina Vieira, nasceu em Londrina em 08/11/1988, solteira, tem 1 filho, Pedro Henrique Vieira Sanches, nascido em 08/01/2007,  e mora atualmente em Londrina.
- Sonia, nasceu em Londrina no ano de 26/08/1960, casou-se com o sr Gentil Sonoda, teve os filhos Kelly e Junior, moram no Japão.


-Oswaldo Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci  Perucco Pentiaro Pascini   Torácionascido na cidade de ASSIS-SP em 26/11//1930, registrado em 20/03/1931 e falecido em  30/03/2011 em Londrina -PR.  Casa-se com a sra  Darcila Beghe Baretari Basso Magaton Bortoletto Janotto Denadai Buset Igne Rosolen Michelin Gava, na Cidade de Assis-SP, no ano de 1953,    (na fazenda da Pinguela, onde a noiva residia), e muda-se para Londrina logo após a lua de mel.   Ela, nasceu em 15/03/1934 na cidade de Assis-SP e faleceu em 16/06/2010 em Londrina-Pr.   Tiveram 03 filhos: Ogair José,  Waltercides Roberto, e Marcelo.     
Ogair José, nasceu em Londrina no ano de 1955, é Matemático e Analista, casou-se com Marta de Almeida Prado em Fevereiro de 1980 e teve 3 fihos: Thaís, Augusto e Marília. Atualmente mora em Curitiba-Pr.


.. Thaís, nascida em Belo Horizonte, é Atriz e Diretora de Artes e atualmente mora em São Paulo / Berlim (Alemanha).
.. Augusto, nascido em Belo Horizonte, é Analista e Economista,  casado com Gabriela Naldi,  atualmente moram em Curitiba
.. Marília, nascida em São Paulo, é Fisioterapeuta, casada com Guilherme Barbo, em 21/04/2012, tem o filho Pedro Torácio Ribeiro, nascido em 02/12/2015, atualmente moram em Curitiba-Pr.

- Waltercides Roberto, nasceu em Londrina no ano de 1958,  é Bacharel em Ed. Física e  Gráficocasou-se com Silvia Toffolo Campagnucci em Outubro de 1980 e teve 2 fihos: Fernanda e Gustavo, moram em Londrina-Pr.

- Marcelo, nasceu em Londrina no ano de 1969, é Economista e Advogado, casou-se com Tatiana Ribeiro em Novembro de 1994,  teve 2 fihos: Thiago e Isabella, moram em Bandeirantes-Pr.




( comento sobre essas famílias e seus descendentes, neste blog).
(foto a direita e acima, de 1953 - Casamento dos meus pais)
(foto a esquerda, de 1957, meus pais e eu com 2 anos)








Certidão de casamento de Anacleto Turazzi e Ítala Maria Seconda Pentiaro, no ano de 1879, na Comune di Polesella, em Rovigo, Vêneto Orientale, Itália.





Certidão de Nascimento do meu avô Rodolfo (Adolpho) Turazzi




Certidão de casamento de Rodolpho Turazzi e Albina Perucco











meu primo Acy Toraci




Estela Peruca (irmã da minha Nona Albina) e familia,  em uma casa construída pelo meu Tio Alberto Toracci 



        Clique em:
        Saga da Fanilia Camolezzi
        Saga da Fanilia Peruzzo
        Saga da Fanilia Pascon
        Saga da Fanilia Gava      

Veja as Biografias dessas pessoas neste Blog e ou  na arvore genealógcia (http://www.meusparentes.com.br/). 

Ps - Gostaria que se alguém tiver fotos, documentos, enviassem cópia para colocarmos no blog.

Conto com o apoio dos parentes.
Meu email é:
ogair.toracio@gmail.com


  

18 comentários:

Danii Marques disse...

Olá gostei muito da matéria Ogair, achei muito interessante e verifiquei que o nome de minha mãe está ai, Dona Maria irmã de Cleide, lurdes, Vilmo, Edson, Edno.
Espero que agora tenhamos mais contato para saber mais de nossa familia. Um abraço.
William Toracci e Familia.

Lett disse...

Oi!

Nós vimos o seu blog. Nós gostaríamos muito de ter uma cópia desta carta escrita pelo governo italiano autorizando o embarque das crianças de posse de um descendente de Artêmio Torazzi, pois ela parece ser muito importante para elucidar o mistério da vinda do Adolpho e seus irmaos. Sobre o Sebastiao Toraci, o nome da minha avó é Conceicao Vieira e eles se casaram em Sao Paulo, provavelmente em Vila Alex, atualmente Taruma (com til).

Lett disse...

Os pais de ALBINA CAMOLEZZI PERUZZO eram de Treviso na regiao de Vêneto e Friuli, perto de Rovigo, que fica nesta mesma regiao da Itália.

Danii Marques disse...

Olá Ogair.

Já adicionei os nomes na arvore,
coloquei o nome de meus pais e de meus irmãos.
Que moram em Paranavai, somente eu que resido em São Paulo.

Abraço
William Toracci

alexandre disse...

Grande Ogair!!!
Parabéns pelo blog, sempre inovando e eu aqui dono de lan house nem tive tempo para postar informações importantes...mas te garanto que vou conseguir algo muito bom...estou próximo de conseguir aqueles documentos de noissos avôs,o duro que meu tio é um cara completamente desenformado e dificil...a casa onde nossos avós chegaram e foram morar, meu avô comprou toda a parte dos irmãos , e estamos dividindo a propriedade com meu tio, hoje eu tomo conta de lá pois estava abandonado. e fica quase ao lado da fabrica da antartica aqui em ribeirão preto. talves por esse motivo meu tio não libera os documentos históricos de nossos parentes.mas estou tentando convence-lo a ceder...em breve eu etro em contato. um forte abraço.

faby disse...

oi Ogair ,achei muito interessante parabéns ,a família torazzi agradece,por saber q ha mais torazzi espalhados pelo brasil .
tu fez toda a diferença obrigada ..bjos

Bianca Toraci disse...

Olá, sou Bianca Toraci, filha de Maria Dirce Toraci e Edvando Moreno Góis. Informo, para que seja atualizado, que o meu pai, Edvando, faleceu este ano.

Oi Letícia, quanto tempo não nos falamos. Meu email é bianca.toraci@gmail.com , vamos nos comunicar.

Glaucia Gois disse...

Ogair. Adorei as informações. Depois vou mostrar o blog para minha mãe, pois ela fica emocionada com informações da família. Só uma correção: eu nasci em 1979 e meu marido Yuri em 1978. Vou escolher umas boas fotos da família para te enviar.

►A.P.W.B.D◄ disse...

Ola Ogair provavelmente você não deve me conhecer mais sou de sua familia pois sou filho da tia mara OBS:gostei muito de seu site!
E a licia ja e casada com : Ermeson antunes rocha

o andre com Sandra carlos perreira ,o andre vai ser pai e ainda n sabe o sexo muito obrigado pela coprensão

Marconi Augusto Toraci Marçal

Anônimo disse...

Mimha irma mora em luziani a filha do andre ainda n nasceu o marcelo mora em anapolis eu em orizona a o andre em goiania,por enquanto e so abracos

Marconi

Preta disse...

Oieeeeeeeeeeeeeeee, ameiiiiiiiiii o blog, meninoooooooo vc fez a lição de casa direitinho. :D
No que eu puder ajudar, pode falar.

Saúde para todos!!! disse...

eu queria o contato de benhur alves toracci alguem sabe?

Thaís Torazzi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thaís Torazzi disse...

Caros,

eu e minha mãe acabamos de descobrir registros da vinda dos irmão toracci, torassi, toraci, torazzi, toracio pra o Brasil e no registro consta como TURAZZI, vindos de Rovigo Italia.
Mais um sobrenome para constar nos registros...

Thaís Torazzi disse...

http://www.institutopadrepozzo.org.br/?pagina=conteudo-descricao&id=137

urazzi - Sobrenome pouco freqüente e típico do norte da Itália, derivado de Tura, redução popular e coloquial de Bonaventura, Ventura, mediante o acréscimo do sufixo aumentativo -azzo.
Suas origens etimológicas remontam ao latim Ventura, plural de venturum, as coisas que estão por vir, as coisas futuras. O sobrenome é um apelativo que almeja Ventura, sorte, felicidade, mas pode também refletir uma redução do nome próprio Bonaventura, composto de bona, boa, e ventura, sendo, em tal caso, um patronímico que se fixa com a expressão medieval figlio de Ser Ventura (filho do senhor Ventura).
Sua forma final se define com a expressão medieval Casata del Turazzo que se pluraliza em Casata dei Turazzi (clã, núcleo familiar dos Turazzos).
Atualmente na Itália encontra-se o sobrenome TURAZZI em 33 municípios, concentrando-se sobretudo nas seguintes regiões: Vêneto e Lombardia.

FAMÍLIA TURAZZI

CRISTIAN, foi o imigrante dos Turazzi que chegou pela Colônia Grão Pará. Em 1896 quando da realização do Recenseamento da Colônia Imperial, sua família estava em Rio Pinheiros e assim constituída: Turazi Christiam (Chefe 45 anos), Cristina (Mulher 34 anos), Angela (Filha 8 anos), Marcolino (Filho 6 anos), Jacintha (Filha 5 anos), Maria (Filha 3 anos) e Valentina, (Filha 3 meses). Com o tempo a família Turazzi foi evoluindo e seus filhos casando com pessoas de outras famílias se distribuindo em outras comunidades de Orleans e Região.

Thaís Torazzi disse...

Então o original é Turazzo e ficou no plural se tornando Turazzi!!

Thaís Torazzi disse...

Mais Informações:

Anacleto chegou ao Brasil e foi trabalhar em E. BRODWOSKI, na fazenda de ANTONIO ROSA SOBRINHO.

Anacleto Turazzi nasceu em 26-10-1855, filho de di Pietro Turazzi e Maria Pascini.
Casou com Itala Seconda Pentiaro, a qual faleceu antes de Anacleto vir ao Brasil.

Seus filhos:
Tersilia Turazzi, nascida em 1983
Guido Angelo Turazzi, nasceu em 30-06-1885
Rodolfo (ou Adolpho) Turazzi, nasceu 17-08-1887

mais: http://www.emigrazioneveneta.com/datatot2bis.php?TOCCO=Turazzi+&Submit=Invia
e http://museudaimigracao.org.br/acervodigital/livrodetalhe.php?livro=062&pagina=223&familia=33520
http://www.ciseionline.it/KMS/inc_239.asp

catiaa1000 disse...

OLÁ!SOU CATIA TURAZZI, PAI ERICO TURAZZI E MARIA PEZZINI AMBOS DE SC, ELE DE NOVA TRENTO E MAE DE RODEIO, GOSTEI MUITO DA MATERIA ESCLARECEU UM POUCO