sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

SAGA DA FAMILIA PERUCCO, PERUCCA, PERUZZI, PERUZZO

Familia PERUZZO (Peruzzi, Peruzzo, Perucco,  Peruco, Perucca, Perucci)........



l'ORIGE DEI COGNOMI PERUZZI (com as variações as de sempre)





Peruzza, Peruzzo, Peruzzi, Peruzo, Perusso, Perucci, Perucco, Perucca, Peruca, (são possíveis variações do sobrenome, aqui no Brasil).  A Família é nativa de Florença, conhecida desde o século XII,  segundo alguns historiadores o nome vem da dinastia "dos Petrus".

Já outros historiadores dizem que: Perrucci é tipicamente de Puglia, Teatina, e de Nápoles, um pouco menos comum. Tem uma extensão em Ugento em Torchiarolo em Brindisi e Lecce, em Crotona e uma pequena em Siracusa, que resultaria do nome medieval Perruccio, apontado como beneficiário no testamento de Mateus Peruccio em 6 de setembro do ano de 1354,   hypocoristic do nome Petrus.

São mencionadas por Dante Alighieri   (Clique),   no décimo sexto canto da   Divina Comédia,  (Clique), e afrescos de Giotto na capela particular em sua Santa Croce em Florença. Sua fama era ligada ao comércio e aos bancos e foram uma das famílias mais ricas da Europa.

Sua riqueza foi significativamente reduzida em outubro de 1343, na sequência do não pagamento do empréstimo feito ao Rei  Edward III da Inglaterra, (clique),  quando este declarou guerra a França. Uma soma vultosa de 900.000 florins de ouro. A familia não ficou falida pois pegou parte dos emprestimos em terras e Castelos.  (L'avvio della guerra dei Cent'Anni portò la notizia dell'insolvenza di Re Edoardo III d'Inghilterra, al quale molti banchieri fiorentini, Bardi, Peruzzi, gli Acciaiuoli e i Bonaccorsi,  avevano prestato ingenti somme di denaro 1342 e il 1346 quando fallirono a catena i Bardi, Peruzzi, gli Acciaiuoli e i Bonaccorsi. Ma le famiglie Peruzzi magnatizie riuscirono a salvare parte della ricchezza riconvertendole in feudi e castelli, furono i piccoli medi risparmiatori a veder scomparire i loro capitali messi a fruttare).

Envolvidos na conspiração dos Pazzi, um ramo da família foi obrigado a fugir de Florença e emigrar em várias outras cidades como Verona e Veneza, e também criaram sobrenome como o de Berluc Pérussis, uma sucursal em França. Outro ramo desta família se estabeleceu na cidade de Cagli e Mondolfo, final do século XV. Muitos foram os personagens que deram prestígio à família, entre os quais podem ser mencionadas Baldassare Tommaso Peruzzi,  (Balthasari Perutio, como está escrito em seu túmulo) - (Clique sobre o nome e leia sua história),  nascido em Siena e 7 março 1481 – Roma, e falecido em 6 maio 1536. Foi arquiteto e construtor de grande fama, e trabalhou junto a Michelangelo e o Pintor Rafael, foi o arquiteto principal na construção da Basílica de São Pedro, em Roma. Está entrerrado  no Panteão de Roma,  (Clique). 

(O Panteão de Roma original foi construído em 27 a.C., durante a República Romana, durante o terceiro consulado de Marco Vipsânio Agripa. Efectivamente, o seu nome está inscrito sobre o pórtico do edifício. Lê-se aí: M.AGRIPPA.L.F.COS.TERTIUM.FECIT, o que significa: "Construído por Marco Agripa, filho de Lúcio, pela terceira vez.  Em 608, o imperador bizantino Focas ofereceu o edifício ao Papa Bonifácio IV que o consagrou, em 609, como igreja cristã dedicada a Santa Maria e Todos-os-Santos (Mártires) - nome que mantém actualmente. A sua cúpula é a maior que chegou até nós da antiguidade e foi durante muito tempo a maior de toda a Europa Ocidental, até que Brunelleschi criou a cúpula (duomo) de Florença, completada em 1436.


Desde o Renascimento que o Panteão é utilizado como última morada de personalidades italianas ilustres, como os pintores Rafael,  e o arquitecto Baldassare Tommaso Peruzzi, além de dois reis de Itália: Vítor Emanuel II e Humberto I. A mulher de Vítor Emanuel II, Margarida de Sabóia, rainha de Itália, também foi aí sepultada.)

Clique aqui e veja Algumas Curiosidades da Familia Peruzzi

Na Idade Média, inicia-se um novo ramo da família, através de um bastardo, filho de uma Peruzzi com o Cardeal Malasso, razão mais do que clara para o seu nome tornar-se PERUSSO. O famoso Cardeal Malasso tinha o costume de escutar as confissões de virgens púberes, sua especialidade, na calada da noite. Dizem que a coitada da Peruzzi ainda tentou alegar que estava grávida do Santo Ofício, mas ninguém acreditou, evidentemente.

Na época da Unificação Italiana, diga-se o herói Garibaldi, um jovem, Felice Perusso, parece que queria mudar de ares, sair da Itália, chegou ao porto de Nápoles, já com o nome trocado para PERRUSSI, por um erro do tabelião no registro de seu casamento.

Peruzzi é difundido em todo o centro é específico para a província de Pesaro e Ancona, Peruzzi é tipicamente veneziana, todas derivam de mudanças no nome de Piero. Cognomizzazioni encontramos vestígios desta em 1500 com o Conde Silvio Peruzzini de Fossombrone e em 1600 com James Earl Peruzzini, Patrizio di Ancona


Saga da minha família.......


Meu Trisavô por parte de pai, DAMÁRIO PERUZZO,  nascido no ano de 1.833 e falecido no ano de 1901, na cidade Treviso, Região do Vêneto Oriental, na Itália. Carregou o sobrenome de Peruzzo, por erro de escrivãos.

Os italianos nessa época,  passavam por momentos difíceis,   pois a itália estava na luta sobre a sua futura estrutura. A monarquia, na pessoa do rei do Piemonte-Sardenha, Vítor Emanuel II, apoiado pelos conservadores liberais, teve sucesso quando em 1859-1861 se formou a Nação-Estado, derrotando os partidários de esquerda, republicanos e democráticos, que militavam sob Giuseppe Mazzini e Giuseppe Garibaldi. A desejada unificação da Itália (até então a Itália era formada de pequenos Estados, dirigidos por nações Estrangeiras), se deu assim sob a Casa de Sabóia, com a anexação ao Reino de Sardenha, da Lombardia, do Vêneto, do Reino das Duas Sicílias, do Ducado de Módena e Reggio, do Grão-Ducado da Toscana, do Ducado de Parma e dos Estados Pontifícios. Mas, mesmo com a vitória, as guerrilhas e discordância continuaram por longos anos, fazendo com que o sofrido povo italiano buscasse melhores lugares para se morar.

DAMÁRIO PERUZZO, (meu trisavô), casou-se então com ANGELA D'ALFONSO CARDUCCI,  (minha trisavó), no ano de 1853, esta, nascida na cidade de Cimettà, Treviso, Região do Veneto, no ano de 1836, e falecida na mesma localidade no ano de 1912, (filha de MARIA D´ALFONSO, minha tataravó, nascida na Comune Pratola Peligna, L'Aquila, Abruzzo ITALIA, no ano de 1.793 de  MICHELI CARDUCCI, meu tataravô Paterno, pertencente a familia nobre da Itália e descendente do ramo familiar de  São João Gualberto Carducci, (do ano de 997)), Damário e Angela tiveram muitos filhos, como tradicionalmente acontecia na época e um desses filhos o meu Bisavô,  LUIGI D'ALFONSO CARDUCCI PERUZZA,  (sobrenome alterado no registro de entrada no Brasil).   Clique aqui e veja o registro de chegada de Luigi Peruzza, no Brasil, em 06/06/1888, pelo Navio Liban..


LUIGI D'ALFONSO CARDUCCI PERUZZA, (meu bisavô), nascido no ano de 1865 na cidade de Cimettà, Treviso, Região do Vêneto Oriental, na Itália e falecido no ano de 1943, já no Brasil, na Região de Ribeirão Preto, por viver no período factídio que a Itália passava, resolve vir para o Brasil.  Conhece então a srta. EUGÊNIA BEVILACQUA PASCON CAMOLESE, (minha Bisavó), com quem se casa, no ano de 1891.  Minha Bisavó Eugênia,  nascida na cidade de Cimettà, Treviso, Região do Veneto, no ano de 1870,  e falecida no ano de 1948, na  cidade de Ribeirão Preto-SP, era filha do sr ANGELO CAMOLESE, nascido por volta do ano de 1836  na cidade de Cimettà, Treviso,  e falecido por volta do ano de 1912 e de dona ROZA PASCON BEVILACQUA ,  minha Trisavó, nascida no ano de 1837, na mesma região e falecida em 1910 em Ribeirão Preto, onde está enterrada.  Clique aqui e veja o arquivo da chegada da minha trisavó com a família, no navio BOURGOGNE, com data de chegada em 13/02/1887


LUIGI D'ALFONSO CARDUCCI PERUCCA  e dona   EUGÊNIA PASCON BEVILACQUA CAMOLESE,  casam-se na cidade de Ribeirão Preto-SP,    no ano de 1891.

Tiveram 5 filhos, ANGELO, AQUILES, ESTELLA, PALMIRAALBINA  BEVILACQUA PASCON CAMOLESE D'ALFONSO CARDUCCI  PERUCCO (esta última seria minha avó, registrada como PERUCCO,  a exemplo de alguns dos seus irmãos que também tiveram o sobrenome alterados)

- ANGELO (Angelin)  PERUCA (O)   meu tio-avô,  casa-se com a sra.  Benvenuta Lerco,  em 02/05/1925, na cidade de Assis-Sp.  Foram morar na Fazenda Graciema-Cândido Mota. O Sr. Angelo Peruco faleceu em Londrina em 21/07/1997.  A sra. Benvenuta Lerco Peruco,  nascida em Santa Rosa-Linha Mogyana,  faleceu em 01/08/1972 em Assis-Sp, onde foi enterrada, mas em 22/10/1993 seu corpo foi transladado para o Cemitério São Pedro em Londrina-Pr.  Tiveram ??? filhos:
 - Luiza Peruca,  nasceu em 18/02/1926 e faleceu em 12/12/2006 aos 80 anos de idade. Casou-se na cidade de Assis-SP, em 10/02/1947 com o sr. Pedro Azevedo de Oliveira, (este nascido em 08/12/1919 e falecido em 26/06/1987, aos 68 anos de idade. Tiveram os filhos: Maria inês e Maria Angela
 -- Maria Inês Peruca de Azevedo, nasceu em 08/07/1948.  Casou-se em 16/01/1971 com o sr. Manoel Gonçalves dos Anjos, (este nascido em 25/02/1941), e tiveram os filhos: Luciano e Beatriz,
--- Luciano Azevedo dos Anjos, nasceu em 17/06/1972 e casou-se em 17/04/1998 com a sra. Marta Regina Silva,  esta, nascida em 28/02/1973. Tiveram os filhos: Antonio (25/06/2001) e Marina (12/12/2005).
--- Beatriz Azevedo dos Anjos, nasceu em 27/09/1976 e casou-se em 15/09/2007 com a sr. Marcelo Godke Veiga,  este, nascido em 11/11/1972. e tiveram a filha Isabela (19/06/2011).
 -- Maria Angela Peruca de Azevedo, nasceu em 15/07/1952.  Casou-se em 22/04/1977 com o sr. Mario Szpoganicz de Oliveira, (este nascido em 15/11/1949), tiveram os filhos Bruno e Paula.
 --- Bruno de Azevedo Oliveira, nasceu em 04/01/1979 e casou-se em 10/02/2010 com a sra. Dulce Helena Mazer, esta, nascida em 31/01/1979.
 --- Paula de Azevedo Oliveira, nasceu em 09/04/1982 e casou-se em 10/08/2007 com o sr.  Rodrigo Gomes Milanez,  este, nascido em 09/11/1978.


- ACHILES PERUCA,   meu tio-avô,  faleceu no dia 21/12/1951 em Assis-Sp onde foi enterrado, mas em 22/10/1993 seu corpo foi transladado para o Cemitério São Pedro em Londrina-Pr. .

- ESTELLA PERUCCA,   minha tia-avó, nasceu na cidade de Sertãozinho no ano de 1902, casou-se em 22/09/1923, na Comarca de Orlândia, Município de Morro Agudo-SP, região de Ribeirão Preto, com o sr.  JOÃO LUNCA,  este,  nascido em Santa Rita do Passa Quatro-SP,  filho de João e Marieta Lunca.  Posteriormente mudaram-se com a família para a cidade de Assis e Cândido Motta-SP e depois foram para o Estado Paraná,  na cidade de Goio-erê, onde faleceram e estão enterrados.  Tiveram os filhos, Perucca Lunca:  Luiz, Elza,  Antonio,  Maria e Geni (gêmeas), Sebastião e João Lunca Filho.
 - Luiz Perucca Lunca - nascido em ...........casado com o sra.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: .....
 - Elza Perucca Lunca - nascida em ...........casada com o sr.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: .....
 - Antonio Perucca Lunca - nascido em ...........casado com o sra.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: .....
 - Maria Perucca Lunca - nascida em ...........casada com o sr.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: Gilson Vieira, casado com ......
 - Geni Perucca Lunca - nascida em ...........casada com o sr.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: .....
 - Sebastião Perucca Lunca - nascido em ...........casado com o sra.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: Odair Lunca, casado com .....
 - Joâo Lunca filho - nascido em ...........casado com o sra.........na data de ........ na cidade de ........ teve os filhos: .....


Veja arquivo da certidão de casamento de Estela Perucca e João Lunca;
https://mail.google.com/mail/u/0/?ui=2&ik=eb5d9ef2e9&view=att&th=14d4f08674decfa6&attid=0.1&disp=inline&safe=1&zw

foto de Estella Peruca e João Lunca


- PALMIRA PERUCCA,  minha tia-avó nasceu na cidade de Ribeirão Preto,  no dia 13/07/1899,  casou-se com o sr.  TASCHINI,   por volta do ano de 1919,  e foram morar na Região de São José do Rio Preto, e faleceu no dia 02/09/1978,  aos 81 anos de idade, na cidade de Birigui-SP, onde está enterrada.  Possivelmente alguns de seus descendentes mudaram para o Paraná, já que todos os seus irmão e familiares já residiam lá, há muito tempo.


                    foto de Palmira Perucca Taschini

ALBINA PERUCCO,  minha Avó,  nascida em 22 de novembro de 1893, na cidade de Ribeirão Preto, e falecida em 06 de outubro de 1978 na cidade de Londrina-Pr, onde está enterrada. Casou-se no ano de 1915,  com o imigrante italiano ADOLPHO PENTIARO TORAZZI, nascido no ano de 1887, na cidade de Rovigo, em Vêneto, Itália,  e, filho primogênito do sr ANACLETO TURAZZI de sua esposa ÍTALA SECONDA PENTIARO, e falecido na cidade de Assis, estado de São Paulo, no ano de 1940.  Casaram-se em Ribeirão Preto, mas mudaram para Sertãozinho, Orlândia,  Morro Agudo,  onde nasceram os 2 primeiros filhos, e depois  São Joaquim da Barra, onde nasceram suas duas filhas, em seguida foram para Cândido Mota, região de Assis, onde nasceu o quinto filho do casal.  Após a Morte de Adolpho Torazzi, em 1940, em Assis, a família mudou-se para a cidade de Londrina-Pr. 
                       foto de Albina Peruco e Adolpho Torazzi


1. ADOLPHO PENTIARO TORAZZI (TURAZZI),  meu avô, nasceu no ano de 1887, na cidade de Rovigo, em Vêneto, Itália.  Filho caçula  de Annacleto Turazzi e de sua esposa Ítala Seconda Pentiaro, foi registrado como Rodolpho Turazzi (nome Italiano),  passou a infância em meio a turbulência italiana, levando muitos italianos a tentarem a vida em novos lugares.

Aos 11 anos de idade, juntamente com teu pai Annacleto Turazzi (43 anos) e seus irmãos: Tersilia (15 anos) e Arttêmio (13 anos),  trazendo consigo uma carta de apresentação/emprego,  vieram para o Brasil para trabalhar na fazenda do sr. Antonio Rosa Sobrinho, na cidade de Brodowski-SP. Desembarcaram em Santos, no ano de 1898.
(foto dos meus avós - 1.918)

No ano de 1911 inaugurou-se na cidade de Ribeirão Preto,  a fábrica de  Cerveja Paulista Antártica, então Adolpho e Artêmio fora para lá trabalhar.  Artêmio chegou a se aposentar. Mas Adolfho,  preferiu volta a trabalhar na lavoura.

No ano de 1915Adolpho e Albina, se casaram e foram trabalhar na Fazenda Invernada e Recanto, dos Junqueiras, e nas fazendas da Região, e onde nasceram seus 04 primeiros filhos: ALBERTO (08/03/1917/1967), SEBASTIÃO (03/02/1922/1964), VERÔNICA (28/10/1924), e APPARECIDA (22/06//1928).

(Por incrivel que possa parecer, uma dessas fazendas era dos avós da minha esposa (Otávio de Almeida Prado e Escolástica Cintra de Almeida Prado), fotos, que também são da Região de São Joaquim da Barra, e que eu vim a saber somente no ano de 2008, quando comecei a pesquisar para fazer o Blog e a Arvore Genealógica).


Todos os filhos do casal tiveram seus sobrenomes alterados, por ação de cartorários. Uns receberão sobreme Torazzi, Torassi, Toracci e outros Toraci, além do caçula ter recebido o de Torácio.

Em meados da década de 20, do século passado, o Governo Paulista, começou a incentivar a abertura de novas Terras na Região de Cândido Mottas e Assis-SP, pois até então aquele lugar era o fim do Brasil, já que, depois de Assis, tudo não passava de Florestas fechadas, (digo, norte do Paraná, Mato Grosso, Goiás, Acre, Tocantins, etc...).

Já no ano de em 1930, estavam trabalhando em sociedade na fazenda Pinguela de Baixo, na Região da cidade de Assis, onde criavam gado e plantavam café e roça. Nesse ano, nasceu o quinto filho do casal, no dia 26 de novembro, OSWALDO Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro TORACIO, (meu Pai), também com o último sobrenome errado por ação do cartorário, não só por isso, porque meu avô não entendia muito bem o Português. Como diz meu pai, em casa só falavam em italiano.

Meu avô, Adopho Torazzi, falece aos 53 anos de idade, por Colapso cardíaco e insuficiência cardio hepato renal, no dia 28 de março de 1940, na fazenda Pinguela de baixo, na cidade de Assis, onde está enterrado.



Minha avó, (foto ao lado, aos 84 anos de idade),  Albina, mulher forte e destemida, arregaçou as mangas e orientou seus filhos mais velhos, Alberto e Sebastião, a trabalharem e negociarem as mercadorias e produtos da fazenda.

Nesta época, estava havendo a abertura de terras no Norte do Paraná, dna. Albina e seus cinco Filhos, vendem o que tem e mudam-se para a cidade de Londrina, no ano de 1942. Meus tios, Alberto e Sebastião, compraram um sítio em Alvorada do Sul, mas o negócio não foi promissor, depois abriram comercio, iniciando com Venda (pequeno mercado) e depois com um Restaurante, que pertenceu à família até o ano de 1.964.

Minha avó, Falece aos 85 anos de idade, em 06 de outubro de 1978, às 16:30 hs, na Santa Casa de Londrina, devido a um acidente vascular cerebral. Está enterrada em Londrina. Ela morou muitos anos na casa de meus pais, e foi lá que veio a falecer.

(veja a história de cada um deles, neste Blog).

Seus filhos: Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro TORAZZI (com o último nome errado):

Alberto ( Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro) Toracci (1917/1967), casa-se com Antonia Zambrim (1925/2002), na cidade de Cândido Mota, próxima a cidade de Assis-SP, em 1942 e tiveram 6 filhos: Maria, Vílmo (1946/1963 - faleceu solteiro), Lourdes, Neide, Edno (1951/2004) e Edson. (Alberto e Antonia faleceram em Londrina onde estão enterrados).
- Maria, casa-se com Miguel Alves e tem os filhos: Willian, Rogério, BenHur, Marcos e Vilmar.
-- Willian casa-se com a sra ....... e tem a filha Daniela - Moram em São Paulo.
-- Rogerio casa-se com a sra Marcia e tem a filha Joyce - Moram em Paranavai.
-- BenHur casa-se com a sra Wilzangela Americo Ribeiro, e tem os filhos BenHur e Mariana. BenHur filho, casa-se com Viviane Fernandes e tem o filho Matheus - Moram em Paranavaí.
-- Marcos -
-- Vilmar -
- Lourdes, casa-se com Otávio (Lelo), e tem as filhas: Daniele, Simone e Rosangela.
-- Daniele casa-se com ..... e tem a filha Beatrice - Moram em Londrina.
-- Simone casa-se com .... e tem os filhos Otávio e Fernanda - Moram em Londrina.
- Edno, casa-se com a sra. Maria Sueli Ferreira, e tem os filhos: Thaíse, Bianca, Lidiane e Joberto.
-- Bianca, casa-se com Daniel Ribeiro e tem a filha Beatriz - Moram em Londrina.
-- Lidiana, casa-se com Minoro Nunes e tem a filha Letícia - Moram em Presidente Prudente.
-- Joberto - Mora em Presidente Prudente.
-- Thaíse - Mora em Londrina.

-Sebastião (Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco PentiaroToraci (1922/1964), casa-se com a sra Conceição Vieira, em Vila Alex, atual cidade de Tarumã, próxima a cidade de Assis-SP, no ano de 1944 e tiveram 5 filhos: Acir, Maria Alice, Maria Dirce, Clarice e Maria conceição (Mara). Sebastião faleceu em Londrina em 1.964, onde está enterrado. A sra Conceição permanece viva e mora em Londrina.)
-- Acir Toraci, casado em primeira nupcias com a sra. Simone M. G. Bezerra (falecida em 1991), tiveram 3 filhos: Cecília (1974/), Diogo (1978/) e Clarissa (1982/), moram em São Paulo - SP
-- Maria Alice Toraci, casa-se com o sr Pedro de Brito Braga (1946/), morando em Londrina - Pr, tem a filha Leticia Toraci Braga, casada com Thomaz Pfadenhauer e tem o filho Julian Toraci B. Pfadenhauer, nascido em outubro de 2010, que estão morando na Alemanha.
-- Maria Dirce Toraci, casada com Edvando Moreno Gois, (falecido no ano de 2010), tem 4 filhas: Glaucia, Bianca, Tatiana e Viviane, moram em Recife - Pe.
. Glaucia (1979/), casada com o sr Yuri Macedo Barreto (1978/).
. Bianca (1981), casada com o sr Antonio Carlos Santos Ferreira (1972).
. Tatiana, casada com Jeronimo Cunha.
. Viviane, casada com o sr Pablo Alonso e tem uma filha chamada Julia Toraci Alonso.
-- Maria Clarice Toraci, casada com o sr Flavio Dulcetti Filho, tem 2 filhos: Renato e Naly.
. Renato Toraci Dulcetti, casado com Camila Rendeiro Dulcetti, tem 2 filhos: Flavio - 4 anos e Cleo que irá nascer em março (dados de 11/2011)
. Naly Dulcetti Gama, casada com Daniel Gama, tem 3 filhos: Clarice - 11 anos, , Daniel - 2 anos e Renata - 8 meses, todos moram em Belém - Pa. ((dados de 11/2011)
: Flávio e Clarice, moram em Belém - Pa.
-- Maria Conceição Toraci, (Mara), casada com Joaquim Augusto Marçal, tem 4 filhos: André, Lícia, Marcelo e Marconi Augusto.
. André, casado com Sandra Carlos Pereira, tem a filha Valentina, nascida em outubro de 2011.
. Lícia, casada com Emerson Antunes Rocha,. Moram em Orizona - Go.
.

(fotos: 1) - Sebastião Toraci em 1963. 2) - Sebastião e Conceição (ano do casamento - 1944) 3) - Sebastião e família, final da década de 50)

-Verônica ( Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro) Torassi (28/10/1924), casa-se com o sr Armindo Bueno (11/06/1924 - 07/12/1988), em Vila Alex, atual cidade de Tarumã, próxima a cidade de Assis-SP,, no ano de 1946 e tiveram 4 filhos: Osvaldir, Osvaldecir, Valdenir e Vildines. (Verônica, viúva, mora em Londrina).
- Osvaldir, nasceu em ......casou-se com ........ e teve os filhos........Mora em .........
- Osvaldecir, nasceu em ......casou-se com .........Mora em Londrina-Pr
- Valdenir, nasceu em ......casou-se com o sr Waldemar Pardal e teve 4 filhos: .....Mora em Curitiba-Pr...
- Vildines, nasceu em ......casou-se com .........teve os filhos......Mora em Londrina-Pr

(foto: - Armindo Bueno, Verônica e os filhos mais velhos: Osvaldir e Osvaldecir,  no inicio da década de 50)




-Apparecida ( Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro) Torassi (16/06//1928), registrada em 22/06/1928, casa-se com o Sr Nestor Florentino da Silva, em Londrina, no ano de 1948 e tiveram 05 filhas: Romilda, Ronilde, Ivone, Clarisse e Sonia. (Apparecida, viúva, mora em Londrina - Seu esposo Nestor, desapareceu no ano de 1965, e ninguém soube de seu paradeiro. Lembro-me que ele foi corretor, vendedor e até Pastor de Igreja Evangélica).

(Foto de de junho 2015,  aos  87 anos de idade, em Londrina-Pr).


- Romilda, nasceu em ......casou-se com .........teve os filhos......Mora em ........
- Ronilde, nasceu em ......casou-se com .........teve os filhos......Mora em ......
- Ivone, nasceu em Londrina, no ano de 1955, casou-se com o sr Rui...., teve os filhos......Mora em Londrina-Pr.
. Clarisse Torassi da Silva, nasceu em Londrina no ano de 1.958, casou-se aos 16 anos de idade, com o sr Dirceu Antonio Vieira, no ano de 1.974, e teve os filhos: Luciane, Juliane, Cristiane e Aline.
.. Luciane Mara Vieira, nasceu em Londrina em 13/03/1975, casada com o sr ......., tem 4 filhos e mora atualmente em Santa Catarina.
.. Juliana Aparecida Vieira, nasceu em Londrina em 07/09/1978, casada com o sr ......., tem 2 filhos e mora atualmente em Londrina.
.. Cristiane Virgìnia Vieira, nasceu em Londrina em 07/09/1980, casada com o sr ......., tem 2 filhos e mora atualmente em Londrina.
.. Aline Regina Vieira, nasceu em Londrina em 07/09/1988, solteira, tem 1 filho, Pedro Henrique Vieira Sanches, nascido em 08/01/2007, e mora atualmente em Londrina.
- Sonia, nasceu em Londirna no ano de ......, casou-se com o sr Gentil .........., teve os filhos......Mora no Japão.

-Oswaldo Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini  Torácio, casa-se com a sra Darcila Beghe Baretari Basso Magaton Bortoletto Janotto Denadai Buset Igne Rosolen Michelin Gava, na Cidade de Assis-SP, no ano de 1953, (na fazenda da Pinguela, onde a noiva residia), e muda-se para Londrina logo após a lua de mel. Tiveram 03 filhos: Ogair José, Waltercides Roberto, e Marcelo.
  Ogair José, nasceu em Londrina no ano de 1955, casou-se com Marta de Almeida Prado em Fevereiro de 1980 e teve 3 fihos: Thaís, Augusto e Marília. Atualmente mora em Curitiba-Pr.

.. Thaís, nascida em Belo Horizonte,atualmente mora em São Paulo.
.. Augusto, nascido em Belo Horizonte, atualmente mora em Curitiba
.. Marília, nascida em São Paulo, casada com Guilherme Balbo, atualmente moram em Curitiba.

- Waltercides Roberto, nasceu em Londrina no ano de 1958, casou-se com Silvia Toffolo em Outubro de 1980 e teve 2 fihos: Fernanda e Gustavo, moram em Londrina-Pr.

- Marcelo, nasceu em Londrina no ano de 1969, casou-se com Tatiana Ribeiro em Novembro de 1994, teve 2 fihos: Thiago e Isabella, moram em Bandeirantes-Pr.



Beghi Baretari Basso Magaton Bortoletto Janotto Denadai Buset Igne Rosolen Michelin Gava Pascon Bevilacqua Camolese D'Alfonso Carducci Perucco Pentiaro Pascini Torazzi

( falo sobre esses descendentes, neste blog).



(foto a direita - Casamento dos meus pais)
(foto a esquerda, meus pais e eu com 2 anos)



algumas fotos da família:









 




última foto, de Stela Peruca, irmão de minha avó, em uma casa construída pelo meu Tio Alberto, irmão do meu pai.

   Clique também nas famílias abaixo e veja outras descendências:

 SAGA DA FAMILIA PENTIARO
 SAGA DA FAMILIA TORAZZI (Toracci, Toraci, Toracio, etc...)
 SAGA DA FAMILIA CAMOLESE, Camolesi, Camolezi, Camoleze, Camolezzi
SAGA DA FAMILIA BEVILACQUA
SAGA DA FAMILIA D'ALFONSO 


Ps - Gostaria que se alguém tiver fotos, documentos, me enviassem cópia para colocarmos no blog.

Conto com o apoio dos parentes.

Meu email é:
ogair.toracio@gmail.com

E quem tiver informações, agradeceria se me passassem, pois estou fazendo a arvore genealogica da familia.
http://www.myheritage.com.br/

Foto abaixo: Estella Peruca e dois de seus filhos: Lucia e Luiz


27 comentários:

Anônimo disse...

seria Roseli Aparecida Peruzzi?

vilma disse...

gostei muito, vou contribuir com a pesquiza, sou casada com um bisneto de Bortolo Marinelo e Anna Pedron,pais de Domenico Marinelo, Casado com Lucia Peruzzo, que sao os pais de Regina Marinelo Dalmolin, minha sogra.Acho que nossos filhos e netos precisam conhecer as suas origens. entraremos em contato.
Vilma de Jesus Dalmolin.

Anônimo disse...

meu sobrenome é Peruzzo....
:D

Ellen peruzzo disse...

eu tbm sou peruzzo....:D
somos uma grande familia italiana...

Ogair disse...

D^Cmte Francisco:
Familia Peruzzo
Olá pessoal meu nome é Luiz Antonio Francisco, sou de ourinhos, sou aviador, tenho 53 anos, e minha familia é da origem da familia Peruzzo.
Segundo informações e estudos que fiz juntamente com um primo que é Bispo na Diocese de Ourinhos, todos os sobrenomes, Perucci, Parucci, Paruzzo,Peruzzo e Peruzzi, são da mesma familia, existe essas diferenças nos sobrenomes pelo seguinte motivo:, os nosso avôs cada vez que iam ao cartorio davam sobrenomes diferentes, e é por este motivo que surgiu numa mesma familia este desconcerto.
A 1. turma vieram da Italia em 18...... a 2. turma vieram na decada de 1925, que era a minha familia, que eram donos da usina Vassununga, hoje usina Santa Rita, e a terceira vieram na decada de 195.......... a 4. não muito recente mas de 60 para cá, minha mãe nasceu no navio e tinha o sobrenome Peruzzi, que por sua vez era da familia da parte do maestro Peruzzi, e assim por diante.
Existe um outro sobrenome que não me lembro no momento, que era antecessor da familia peruzzi, paruzzo, que assim que eu me informar passarei para voces.
O meu grande beijão a esta familia italiana.
Em tempo so na minha familia entre primos e irmão já existem essa diferença de sobrenomes, e tem esses sobre nomes a maioria na região de Ribeirão Preto/sp.
Abraços

Ogair disse...

Dê Celso Peruzzo:
eu sou celso peruzzo tenho 61 anos meu avo viveu na usina vassununga mais de 40 anos augusto peruzzi veio da italia com 4 anos de idade minha avo angelina tiveram uns 14 filhos sebastiao peruzzo meu pai isaura casada com joao fagundes alcino alcides lucia teve uma filia que chama terezinha jose peruzzo meu pai comentava que tinha um cunhado que trabalhava de motorista na santa casa de ourinhos meu avo tinha uma irma que chamava tereza peruzzi morava em americana e meu pai casou se em santa rita do passa quatro com josefa dezani filha de pedro dezani e maria garcia eu nasci no ipiranga s.p eu nao tenho contato com nenhum dos parentes a t abraços

Ogair disse...

Dê Celso Peruzzo:
oi ogair felicidades ;aos domingos a tarde eu estou fusando no computador tipo terapia fico procurando os ancestrais e descobri que o comandante francisco e meu primo a mae dele era irma do meu pai e pesquisando o memorial do imigrantes descobri que as fichas de chegada eram feitas pela pessoa mais velha daquela familias que davam entradas na hospedaria no caso tem uma lista com 27 familias peruzzo e um antonio peruzzo 59 anos de idade que chegou em santos em 05 10 1899 no vapor minas com a esposa antonia 29 anos e 2 filhos gino 5 anos e ida 2 anos e seu irmao pietro 38 anos e sua cunhada regina e seus sobrinhos vitorio 12 anos gio bata 10 anos augusto 7 anos giorgio 4 anos e giulio 3 anos foram para santa rita do passa quatro para a fazenda de jacinto m c vasconcellos no caso o augusto e meu avo que casou com angelina chiarantim e aqui no brasil nao sei se meu bizavo teve mais filhos vou pesquisar porque o irmao com 59 anos tinha 2 pequenos e meu biza com 38 o meu avo teve uns 14 filhos a um mes atras conversei com 2 tios irmaos caçula do meu paio jose tem 75 anos santa rita e o alcides 72 porto ferreira e tem uma irma teresa graças deus estao bem espero nao estar te incomodando um abraço

Ogair disse...

Celso Peruzzo - 28 de fev
oi ogair tudo bem vendo a listagem de santanacidadania ramin regina e pietro peruzzo consta tres filhos giulio n 26 12 1890 vitorio n 5 91887 augusto nao tem data de nascimento mas mas pela ficha de chegada ele nasceu em 1892 na lista da datacenter emigracion veneta diz que vieram de r.p. loongo conosciuto vou tentar descobrir o nome do pai do pietro e ramin regina um abraço

Anônimo disse...

ola meu sobrenome é perrussi mais quando meu pai foi registrar nos ele colocou como perussi somos descendentes de italianos tambem meu bisavo era italiano

Anônimo disse...

Meu nome é Moema Peruzzi, sou filha do maestro Peruzzi. Meu avô Augusto, veio da Itália de navio, que chegou no Porto de Santos em 1900. Era marceneiro e músico. Fez parte da Banda do Corpo de Bombeiros de Santos. Contáva-nos muitas histórias da família e vida na Itália. Deixou lá uma irmã que se chamava Julia. Adorava música e contar com detalhes cada passagem das óperas que ouvíamos junto com ele.

Ogair disse...

Dê Celso Peruzzo:
oi ogair tudo bem eu descobri no sarch famili org -que antonio peruzzo casou em 1809 com - anna na certidao de falecimento nao tem o sobrenome dela eque agostino peruzzo nasceu em 1818 casou com maria lugia brusamolin ela nasceu em 1827 teve um filho em 10 -de julho de 1849 antonio peruzzo e teve outra em 9 -5-1857ana peruzzo e pietro luigi peruzzo 1 junho de 1861 pietro casou com regina bonin nascida em 28 4 1865 em piazola sul brenta casou em 7 novembro de 1886 teve os filhos vitorio -giulio -giovani - augusto e atillio augusto meu avo casou com angelina chiarantin em 14 11 1914 em santa rita do passa quatro atillio casou com rosa chinarelli eu fiz uma arvore no ---mundia genealogia ate e um abraço

Ogair disse...

De Lais Rebouças Perucci:
Olá,
Sou neta de italianos, e na verdade não conheço muito a parte paterna e italiana da minha família. Conheci me avô, Paulo Perruci, que mora em Belo Horizonte entre outros tantos que moram em Ipatinga MG.
Gostaria muito de saber se você sabe mais alguma coisa sobre essa família.
Pelo que vi, desde o início houve muita miscigenação.
Pelo que meu avô conta: o que aconteceu foi que haviam dois irmão na Itália que se desentenderam e um veio ao Brasil com o nome trocado para Perucci, ou Perruci, não se sabe.
O outro ficou na Itália como Perrusso.
Foi por essa semelhança e compatibilidade de informações que eu me interessei pela sua página.
Entro em contato.
Laís Rebouças Perruci.


bookblog disse...

Olá, Meu nome é Lucas Perussi. Sou de origem italiana e moro em Santa Catarina. Eu descendo dos Peruzzo (mudaram no cartório ao registarar meu avô). Será temos algum grau de parentesco?

Anônimo disse...

ROLANDIA - PARANA

Eu vilma sou mae da melissa perucci e weslley perucci, filhos de edson perucci que e filho de euclides perucci

Orlando Peruzzo disse...

Eu sou peruzzo

Fabricio Peruzzo disse...

Parece que somos parentes Celso Peruzzo, como entro em contato com ele Ogair?

Ogair disse...

Fabricio, o contato que tenho é antigo.... celso.peruzzo@terra.com.br

jessica caroline disse...

Oi eu tbm sou perucci só porem o tabelião errou colocando peruci. E sou neto de italianos moro em minas gerais.
Me chamo Douglas salvado peruci

jessica caroline disse...

Essa foto e da minha esposa

Unknown disse...

Boa tarde sou filipe Peruzzi

Denise Viieira disse...

Estela peruca é mae da minha avo se precisar tenho todo o conplemento da arvore para complemento fico muito feliz em saber minhas origens :)

Ogair disse...

Denise Viieira, tudo bom? Pra mim é um prazer receber as informações que você dispõe e colocá-las no blog. Meu email é : ogair.toracio@gmail.com - entre em contato. obrigado.

Adeilson Perucci disse...

Meu nome é Adeilson Perucci,moro em Governador Valadares, MG, sou bisneto de Luigi Perucci, nascido em Pianiga Italia região Vêneto, província de Veneza, consegui a certidão de nascimento dele na itália e veio com o sobrenome Peruzzo,Sendo Luigi Peruzzo, mas no Brasil ele assinava Luiz Perucci, e registrou todos os filhos com o sobrenome Perucci, gostaria de saber se alguem de vcs já possui a cidadania Italiana.

Adeilson Perucci

Anônimo disse...

Meu nome é Paulo Rodrigo Perussi, moro em Santa Felicidade Curitiba PR, sou descendente de italiano também, o pai do meu bisavô veio da Itália, vou levantar informações junto a família.

rose disse...

Ola pessoal estou a procura de um Homen chamado marcos peruzzo ou peruzzi ele e o pai do meu marido esta muito difícil achalo as informação que sei e que ele trablahou no hotel san remo em 1989 gente por favor ele fas parte dos peruzzo ou perussi o apelido dele e gaucho por favor conto com vcs daqui para ajudarmos meu what zap e (47)99709812 ou meu email rose.lipi.murilo@gmail.com quem conhecer ajude nois obrigado me chamo rose

Daniel Perussi disse...

Olá!
Sou um membro da família Perussi (materna) e da família Degle Esposte (paterna), tendo o registro original de meu avô a grafia Perucci e o Degle Esposte também sofreu várias alterações.
Gostaria de um contato com o senhor para que eu pudesse aprender a dar o primeiro passo na busca de minhas origens.
Desde já agradeço sua atenção.

Ogair disse...

Daniel, existe vários sites onde você pode buscar a entrada de seus antepassados no Brasil. Alguns deles te darão a informação de qual cidade esses antepassados foram residir. A partir desses dados, você terá que pesquisar em cartórios, cemitérios, igrejas, os documentos necessários para você fazer a genealogia (essas pesquisas podem ser feitas On Line, por email, por telefone ou pessoalmente.

veja alguns sites:
- http://museudaimigracao.org.br/acervodigital/livros.php
- http://www.imigrantesitalianos.com.br/
- http://www.emigrazioneveneta.com/indexbra.html
- http://www.pesquisaitaliana.com.br/

Para saber os antecedentes na Itália o processo é o mesmo. Identificar a cidade de nascimento e a partir dela conseguir as certidões de naxcimento, casamento, etc,.,,,,
Boa sorte
Ogair