domingo, 3 de janeiro de 2010

Associação Mafiosa GAVA

Até Mafia


Basso, Bortoletto, Camolese, , Gava, Peruco, De Nadai e Rosolen.......  (Tutti buona genti)

Cosa Nostra [editar | editar código-fonte]
...
O maior clã de famílias mafiosas italiana, e a maior organização criminosa do mundo. Administram cerca de 7% do PIB Global. Foram responsáveis pela exterminação de famílias consagradas como Cordopatri, Gallo, Fellicci, Mammoliti e outras. O Giuseppe Gava foi o mais poderoso chefe da família Cosa Nostra responsável pela guerra entre as Famílias Bellucci, Turin e Brelloti em 1955 do qual os Cosa Nostra venceram.
 
É formada pelas famílias Basso, Bortoletto, Cicca, Camolese, Corleone, Gattone, Gava, Giorlanno, Peruzzo, Nadai, Rosolen. Esta organização atua em diversos países: Albânia, Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Bósnia e Herzegovina, Brasil, Bulgária, Chile, Croácia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Holanda, Hungria, Kosovo, Macedónia, México, Monte Negro, Paraguai, Polônia, Portugal, República Checa, Roménia, Sérvia, Suíça, Uruguai.
 
Os crimes são: sonegações de impostos, cartéis, corrupção, contrabando, extorsão, fraudes, jogos de azar, tráfico de armas, tráfico de informações, tráfico de influências, formação de milícias e esquadrões da morte.

A Interpol afirma que a Cosa Nostra efetua negócios com as máfias Árabe, Chinesa, Russa e Yakuza (Japonesa). Desta forma consegue expandir o seu território de influência.

Entre os membros existe o "voto de silêncio", que implica em nunca colaborar com o governo e as autoridades. Caso o juramento seja violado, a punição é a morte. O principal motivo é a crença de que o governo e as autoridades em geral não estão preocupados com o povo.
 
A Cosa Nostra tem como um de seus princípios a ajuda a pessoas com problemas, como pagamento de dívidas, custear estudos, remédios e problemas cotidianos. Em troca, a pessoa adquire uma dívida moral, um penhor de gratidão que poderá ser cobrado no futuro. Ela passará a ser protegida pela Cosa Nostra e deverá cumprir com o "voto de silêncio".

Se uma pessoa humilde deseja ser político, advogado, promotor, juiz, médico ou qualquer outra profissão que não tem condições de custear os estudos, ela procura os membros da Cosa Nostra porque eles custearão seus estudos e usaram de influência para conquistar seu objetivo.
 
Se um ladrão rouba uma pessoa protegida pela Cosa Nostra, ela não vai a polícia, procura os membros que sempre estiveram dispostos a ajudá-lo porque eles resolverão o seu problema.
 
Se um protegido ou alguém da sua família é assassinado, não conta a polícia, procura os membros que sempre estiveram dispostos a ajudá-lo porque eles se vingarão por si.
 
(A familia Gava vai de Ministros á Máfia)

Associação mafiosa Gava

- Atingido por um mandado em 1993, por associação mafiosa, Gava - após três dias de prisão em Forte Braschi - encontrava-se em prisão domiciliar de Setembro de 1994 a março de 1995. Foi posteriormente suspensa como medida de precaução pelo Conselho da Ordem dos Advogados. Em  19 de maio de 2006, foi, finalmente absolvido em primeira instância e também na apelação, com uma sentença irrevogável  por  "falta de recurso". Quem sabe a máfia não tenha comprado alguém........ 

 

Nenhum comentário: